Um corpo negro num país racista

Lubi Prates. um corpo negro. nosotros, 2018. Livro publicado em 2018 pela poeta, editora e tradutora paulistana Lubi Prates, um corpo negro nos faz viajar em uma espécie de máquina temporal que nos joga ao passado, mas que, repentinamente, nos devolve ao presente, como se o eu-lírico, sob a voz de uma mulher negra, caminhasse... Continuar Lendo →

Escrita do corpo

Lubi Prates. um corpo negro. nosotros, 2018. um corpo negro é o terceiro livro de Lubi Prates, também autora de coração na boca (2012) e triz (2016). Contemplado pelo PROAC com bolsa de criação e publicação de poesia, um corpo negro é prefaciado por Lívia Natália, para quem “a autora desloca uma das bases que... Continuar Lendo →

A dor de ser o que é

Lia Vieira. Só as Mulheres Sangram. Belo Horizonte: Nandyala, 2017 Lia Vieira, nome literário de Eliana Vieira, é uma renomada escritora no campo da Literatura Brasileira de autoria negra, com diversas publicações de contos e poemas nos Cadernos Negros, entre outras antologias no Brasil e exterior. Atua também como palestrante e ativista na formação e... Continuar Lendo →

O verdadeiro crime do Cais do Valongo

Eliana Alves Cruz. O crime do Cais do Valongo. Rio de Janeiro: Malê, 2018. Nascida no Rio de Janeiro, a jornalista de formação Eliana Alves Cruz acumula mais uma qualificação: a de escritora. As duas habilidades profissionais de Eliana contribuem para a sua produção literária que, embora ainda seja relativamente pequena (pensando nos materiais já... Continuar Lendo →

Cidinha conta Exu

Cidinha da Silva. Um Exu em Nova York. Rio de Janeiro: Pallas, 2018. “Exu é o começo atravessa o avesso, Exu é o travesso que traça o final, Exu é o pau no caule que sobe sozinho que cabe o caminho do além de bem e mal. Dito pelo não dito. Odara é bonito se... Continuar Lendo →

As possibilidades de ser Mulher Mat(r)iz

Miriam Alves. Mulher Mat(r)iz – prosas de Miriam Alves. Belo Horizonte: Nandyala, 2011. Em 1999, a escritora paulistana Miriam Alves deu uma entrevista afirmando que cada escritor é a fala do seu próprio lugar. Acredito que, para autores pertencentes a grupos minoritários – especialmente no caso das mulheres negras –, essa afirmação é o eixo... Continuar Lendo →

O valor da esperança

Rutendo Tavengerwei. Esperança para voar. São Paulo: Editora Kapulana, 2018. Esperança para voar (Hope is our only wing) é o primeiro livro de ficção publicado da autora zimbabuense Rutendo Tavengerwei. A escritora fez seus estudos iniciais no Zimbábue, mudando-se, depois, para a África do Sul, onde ingressaria na faculdade. Ela se forma em Direito e... Continuar Lendo →

Poética ancestral

Neide Almeida. Nós: 20 poemas e uma oferenda. São Paulo: Ciclo Contínuo Editorial, 2018. Escrito por Neide Almeida e publicado pela Ciclo Contínuo Editorial, o livro Nós: 20 poemas e uma oferenda é um compilado de poesias que trazem como temas norteadores questões referentes à ancestralidade, ao corpo e à negritude. Neide é socióloga, mestra... Continuar Lendo →

Negras Almas

Priscilla Mina (organização). Alma. Rio de Janeiro: Conexão 7, 2018. Coletânea poética organizada por Priscilla Mina, Alma reúne textos de dezoito autoras, todas mulheres negras. Já numa primeira leitura, chama a atenção o modo original como o volume é organizado: os poemas de cada uma das autoras são reunidos em um capítulo próprio, intitulado a... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑