Os brutos e os mortos

Ana Paula Maia. Enterre seus mortos. Companhia das Letras, 2018. Publicado em 2018 pela Companhia das Letras, o livro Enterre seus mortos, de Ana Paula Maia, conta a história de Edgar Wilson, um removedor de animais mortos, e de Tomás, um padre excomungado que é amigo e colega de trabalho de Edgar. O cotidiano dos... Continuar Lendo →

A história de Michelle

Michelle Obama. Minha história. Objetiva, 2018. Michelle Robinson Obama nasceu em Chicago; estudou na Universidade de Princeton e na Escola de Direito de Harvard. Sua carreira como advogada teve início na renomada firma de advocacia Sidley & Austin, local onde Michelle conheceu seu futuro marido, Barack Obama. Depois, a intelectual negra também trabalhou na prefeitura... Continuar Lendo →

O legado de Maurinete Lima

Maurinete Lima. Sinhá Rosa. Organização de Élida Lima. Invisíveis produções, 2017. Sinhá Rosa pode ser pensado como um livro-legado de Maurinete Lima – que publicou a obra em 2017, aos 74 anos, pouco antes de seu falecimento. Nascida no Recife, Maurinete construiu uma carreira como intelectual negra, formando-se socióloga e atuando como professora da UFRN.... Continuar Lendo →

À procura da liberdade

Eliana Alves Cruz. Água de Barrela. Fundação Cultural Palmares, 2016. Eliana Alves Cruz, jornalista e escritora carioca, é a autora de Água de Barrela, obra vencedora do Prêmio literário Oliveira Silveira da Fundação Palmares, em 2015, e recentemente reeditada pela Malê. Eliana participou também de várias antologias e coletâneas; recentemente, lançou o romance histórico-policial O... Continuar Lendo →

A música como (re)existência

Larissa Ibúmi Moreira. Vozes transcendentes – Os novos gêneros da música brasileira. São Paulo: Hoo editora, 2018. Larissa Ibúmi Moreira é uma historiadora mineira negra, graduada pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), e lançou em agosto de 2018 Vozes transcendentes – Os novos gêneros da música brasileira,... Continuar Lendo →

Por uma Terra cada vez mais Negra

  Cristiane Sobral. Terra Negra. Rio de Janeiro: Malê, 2017. Cada texto escrito, cada obra resenhada, cada livro de autoria feminina negra que eu leio é sempre numa tentativa de resgate – seja da ancestralidade, seja da identidade ou mais um encontro com a negritude. Tudo isso se materializa através da leitura e da escrita... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑