Uma carta à gente branca

Cara gente branca, já que vocês decidiram perguntar – a gente já tem falado disso há um tempo e vocês não quiseram ouvir, mas enfim –, vou responder à sua pergunta: o que você pode fazer para não ser racista? Vamos começar relembrando um pouco da sua história de luta contra o racismo. Sua batalha... Continuar Lendo →

Americanah

Chimamanda Ngozi Adichie. Americanah. Tradução de Julia Romeu. São Paulo: Companhia das Letras, 2014. Premiada obra da escritora e feminista nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie – autora de outras grandes obras como Meio Sol Amarelo, Hibisco Roxo e Sejamos Todos Feministas, as duas últimas já resenhadas aqui no blog –, Americanah nos permite acompanhar a trajetória... Continuar Lendo →

Preta e acadêmica

Durante o ensino médio, por fazer parte de turma com foco em concursos militares, eu estudei muita física, química e matemática. Apesar de sempre serem associadas a números, essas matérias também têm uma parte teórica pesada. E, quando estudamos as teorias, também estudamos os homens que as criaram. “Homens, Mahara?? Só homens?? Você não está... Continuar Lendo →

Os brutos e os mortos

Ana Paula Maia. Enterre seus mortos. Companhia das Letras, 2018. Publicado em 2018 pela Companhia das Letras, o livro Enterre seus mortos, de Ana Paula Maia, conta a história de Edgar Wilson, um removedor de animais mortos, e de Tomás, um padre excomungado que é amigo e colega de trabalho de Edgar. O cotidiano dos... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑