Três poemas históricos de autoras negras

Neste ano de 2020, em referência ao Dia Nacional da Consciência Negra, resgatamos poemas de três autoras negras publicados em edições históricas dos Cadernos Negros. De Cadernos Negros 3, publicamos o poema “Zumbi”, de Magdalena de Souza; de Cadernos Negros 9, extraímos um poema assinado por Esmeralda Ribeiro; de Cadernos Negros 13, o poema “Objetando”,... Continuar Lendo →

Miríades de Maréia

Miriam Alves. Maréia. Malê, 2019. Antecipo: recai em equívoco quem pensa que o título deste texto foi composto à maneira de um mero trocadilho. Ao nele mencionar “miríades”, tenciono, de fato, aludir a um aspecto fundamental desta mais recente obra de Miriam Alves: Maréia é uma obra que, se basilarmente construída a partir de um... Continuar Lendo →

As possibilidades de ser Mulher Mat(r)iz

Miriam Alves. Mulher Mat(r)iz – prosas de Miriam Alves. Belo Horizonte: Nandyala, 2011. Em 1999, a escritora paulistana Miriam Alves deu uma entrevista afirmando que cada escritor é a fala do seu próprio lugar. Acredito que, para autores pertencentes a grupos minoritários – especialmente no caso das mulheres negras –, essa afirmação é o eixo... Continuar Lendo →

“Nas nuvens”, de Miriam Alves: notas para uma análise formal

Um aspecto frequentemente negligenciado – ou, quando menos, subestimado – na literatura de autoria negra como um todo, e nas produções poéticas em particular, são os aspectos formais. Sem desprezar a relevância de análises que enfatizam questões temáticas, importa ressaltar que a sobrevalorização do “conteúdo”, em particular quando isso implica uma desconsideração das particularidades da... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑