Ele não! Ele nunca! Ele jamais!

A poucos dias da eleição, dizer não ao retrocesso se faz cada vez mais necessário. Algumas questões podem nos ajudar a pensar essa regressão na prática: quais as possibilidades viáveis que essa candidatura oferece? Quem será representado e favorecido por meio de Jair Bolsonaro? Será que apenas homens brancos acreditam no discurso dessa ameaça política?... Continuar Lendo →

“Nas nuvens”, de Miriam Alves: notas para uma análise formal

Um aspecto frequentemente negligenciado – ou, quando menos, subestimado – na literatura de autoria negra como um todo, e nas produções poéticas em particular, são os aspectos formais. Sem desprezar a relevância de análises que enfatizam questões temáticas, importa ressaltar que a sobrevalorização do “conteúdo”, em particular quando isso implica uma desconsideração das particularidades da... Continuar Lendo →

Um buraco de voz e abrigos

Jarid Arraes. Um buraco com o meu nome. São Paulo: Ferina, 2018 Em sua mais recente obra, Um buraco com meu nome, a cordelista Jarid Arraes escreve um compilado de poesias profundamente político, que nos faz refletir sobre diversos assuntos presentes na sociedade contemporânea. O livro foi lançado pelo selo Ferina, criado por Jarid para... Continuar Lendo →

Um lugar para chamar de meu

Jarid Arraes. Um buraco com o meu nome. São Paulo: Ferina, 2018 “Aos que nem sempre encontram matilha”: é com esta dedicatória que somos levadas a um lugar seguro e confortável para penetrar nos versos do primeiro livro de poesia de Jarid Arraes, Um buraco com o meu nome, lançado agora em 2018, mas que... Continuar Lendo →

Um ano de LetrasPretas

Há cerca de um ano (mais precisamente, em 12 de setembro de 2017), estreávamos o blog LetrasPretas com uma resenha sobre Heroínas negras brasileiras em 15 cordéis, de Jarid Arraes. Desde então, publicamos em nosso blog cerca de um texto por semana, de modo que hoje já reunimos meia centena de resenhas, ensaios e relatos... Continuar Lendo →

Djamila e a(s) voz(es) da resistência

Djamila Ribeiro. Quem tem medo do Feminismo Negro?. São Paulo/SP: Companhia das Letras, 2018. Em seu primeiro livro lançado pela editora Companhia das Letras, a filósofa e feminista Djamila Ribeiro reuniu artigos publicados no blog da Carta Capital entre os anos de 2014 e 2017, trazendo profundas reflexões sobre questões raciais associadas ao feminismo. Djamila ... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑