Cidinha da Silva, poeta

Na orelha de Canções de amor e dengo (Edições Me Parió Revolução, 2016), escreve Cidinha da Silva: “Não sou poeta, cometo alguns poemas e nesse ano comemorativo de 10 anos de carreira como escritora resolvi mostrá-los. São parte de mim e do meu trabalho e agora vão para a rua”. Esse é o tom que... Continuar Lendo →

O que é possível num mundo de amor?

Cidinha da Silva. Kuami. Pólen, 2019. Era uma vez uma sereia amada e feliz, moradora do Sereal, filha de Hércules e Naomi, cantora de um coral de Cardinais Invertidos, amiga de Nandoctopus, sobrinha de Helena, irmã de Kuami do país Lunda Oi, pretas! Hoje vamos de resenha! Escrito pela mineira Cidinha da Silva e publicado... Continuar Lendo →

Cidinha conta Exu

Cidinha da Silva. Um Exu em Nova York. Rio de Janeiro: Pallas, 2018. “Exu é o começo atravessa o avesso, Exu é o travesso que traça o final, Exu é o pau no caule que sobe sozinho que cabe o caminho do além de bem e mal. Dito pelo não dito. Odara é bonito se... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑