E a minha cor?

Midria. A menina que nasceu sem cor [para crianças]. Jandaíra, 2020. “Que cor tem uma menina filha de um pai negro como o céu estrelado de uma noite de verão e de uma mãe branca como a lua cheia?Midria não sabia, por isso sempre se sentiu uma menina sem cor. Pesquisando suas origens, porém, ela... Continuar Lendo →

Uma menina da cor da meia-noite

Lupita Nyong’o. Sulwe. Tradução de Rane Souza. Rocco, 2019. Sulwe nasceu com a pele da cor da meia-noite. Essa é a frase que abre o primeiro livro assinado por Lupita Nyong’o – a premiada atriz e diretora nascida no México, de pais quenianos, que vem se destacando por um ativismo político do qual a obra... Continuar Lendo →

O que é possível num mundo de amor?

Cidinha da Silva. Kuami. Pólen, 2019. Era uma vez uma sereia amada e feliz, moradora do Sereal, filha de Hércules e Naomi, cantora de um coral de Cardinais Invertidos, amiga de Nandoctopus, sobrinha de Helena, irmã de Kuami do país Lunda Oi, pretas! Hoje vamos de resenha! Escrito pela mineira Cidinha da Silva e publicado... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑