Vozes da resistência (II)

Priscilla Mina (Org.). Vozes da resistência. Conexão 7, 2020. No texto de hoje, continuo a tratar de Vozes da resistência, livro que reúne apenas escritoras negras, organizado pela editora Priscilla Mina e publicado pela Conexão 7. Na semana passada, abordei quatro das dezoito narrativas publicadas no livro, que abordam o racismo no ambiente escolar e... Continuar Lendo →

Vozes da resistência (I)

Priscilla Mina (Org.). Vozes da resistência. Conexão 7, 2020. Vozes da resistência, organizado pela editora Priscilla Mina e publicado pela Conexão 7 – empresa composta por Priscilla e seus dois irmãos que tem, entre seus propósitos, atender às demandas do povo negro – é o segundo volume do Projeto Identidade. Como o primeiro volume do... Continuar Lendo →

Amor e cura em contos de Elizandra Souza

Elizandra Souza. Filha do Fogo: 12 contos de amor e cura. Mjiba, 2020. Filha do Fogo é o primeiro volume em prosa assinado por Elizandra Souza – escritora, jornalista, editora e ativista cultural, a quem já dedicamos um dos episódios do programa de rádio LetrasPretas; de sua produção, já resenhamos aqui o livro de poemas... Continuar Lendo →

As plurais mulheres do Cariri

Jarid Arraes. Redemoinho em dia quente. Alfaguara, 2019. Redemoinho em dia quente é a obra mais recente da cordelista, escritora e poeta Jarid Arraes, autora dos livros Um buraco com o meu nome, As lendas de Dandara e Heroínas negras brasileiras em 15 cordéis – todos já resenhados aqui no blog. Lançada pelo selo Alfaguara,... Continuar Lendo →

A dor de ser o que é

Lia Vieira. Só as Mulheres Sangram. Belo Horizonte: Nandyala, 2017 Lia Vieira, nome literário de Eliana Vieira, é uma renomada escritora no campo da Literatura Brasileira de autoria negra, com diversas publicações de contos e poemas nos Cadernos Negros, entre outras antologias no Brasil e exterior. Atua também como palestrante e ativista na formação e... Continuar Lendo →

Cidinha conta Exu

Cidinha da Silva. Um Exu em Nova York. Rio de Janeiro: Pallas, 2018. “Exu é o começo atravessa o avesso, Exu é o travesso que traça o final, Exu é o pau no caule que sobe sozinho que cabe o caminho do além de bem e mal. Dito pelo não dito. Odara é bonito se... Continuar Lendo →

As possibilidades de ser Mulher Mat(r)iz

Miriam Alves. Mulher Mat(r)iz – prosas de Miriam Alves. Belo Horizonte: Nandyala, 2011. Em 1999, a escritora paulistana Miriam Alves deu uma entrevista afirmando que cada escritor é a fala do seu próprio lugar. Acredito que, para autores pertencentes a grupos minoritários – especialmente no caso das mulheres negras –, essa afirmação é o eixo... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑